Passo 1

Escolha um local – Escolha um local próximo da cozinha a uma distância de 15 a 25 m. O lugar não deve ser sombreado porque o calor é muito importante para produção do biogás.

Cave um buraco – Cave um buraco com profundidade de 1 metro e 80 centímetros e meio de diâmetro.

Passo 2

Faça as placas – Antes de confeccionar as placas, escolha um local arenoso, que seja adequado para moldá-las em formato curvo. Prepare uma argamassa homogênea com 12 carros de mão de areia e mãos quatro sacos de cimento. Com o auxílio de uma forma de 50 por 50 centímetros, faça 58 placas. Serão 54 para o tanque de fermentação e quatro para a caixa de carga. Antes de construir, pressione e arraste a forma para moldar a curvatura da placa Nazarena. Depois volte para o início e preencha com argamassa cada uma delas. Com a massa ainda fresca, pegue um cano de PVC de 100 milímetros e perfure duas placas. Perfure uma das placas bem no centro e uma outra no canto inferior. Elas servirão para a entrada das canaletas.

Passo 3

Construa o tanque de fermentação – Nivele o fundo do buraco. Depois prepare a argamassa com três carros de mão de areia grossa, dois carros de mão de brita e um saco de cimento para construir o piso. Para a construção do piso, coloque uma camada de três centímetros de concreto, depois uma grade circular de ferro e ¼ (a grade circular mede dois metros e trinta centímetros de diâmetro). Acrescente mais quatro centímetros de concreto e deixe secar. Sobre o piso já pronto, faça um risco em círculo medindo um metro e sete centímetros de raio. Beirando o risco pela parte de fora, assente as placas em fileira. Depois das placas assentadas o diâmetro precisa ser de dois metros e quatorze centímetros. Cada fileira tem treze placas. Na primeira, assente as placas com furo no centro posicionada pára-brisa, em direção ao local onde será construída a caixa de entrada. O furo desaplica ficará a uma altura de trinta centímetros em relação ao piso do tanque. Quando assentar as placas, deixe entre elas uma distância de dois centímetros, aproximadamente, para fazer o rejunte. Para sustentar as placas durante a construção escore cada uma delas com uma vareta. Durante a colocação das placas prenda uma na outra com uma presilha deferir ou madeira até a secagem do cimento. Depois de fixar as placas, amarre as fileiras com arame galvanizado número 12. Para cada fileira coloque no mínimo três fios e na fileira de cima coloque quatro fios para dar maior sustentação. Levantadas as paredes, construa três batentes no fundo do tanque. Distribua com distância proporcional um do outro. Para cada batente utilize três tijolos de oito furos. Assente um sobre o outro, formando uma mureta de 60 centímetros de altura. Deixe secar. Os batentes evitam que a caixa definirá encoste no fundo do tanque, permitindo a entrada e a saída de esterco. Depois reboque as paredes tanque por dentro, com no máximo dois centímetros de espessura. Reboque também a parte externa, evitando assim o contato direto do arame com a terra. Após o acabamento do tanque, chumbe no centro do piso o cano guia que é um cano de ferro de 40 milímetros com três metros e meio de comprimento. Ao chumbar o cano guia, use uma lata para fixar o concreto. Para instalar o cano guia, preencha com cimento o cano de ferro, já fixo, até o topo. Na ponta, com a massa ainda fresca, coloque um parafuso francês 3/8 de diâmetro e 29 cm de comprimento no centro do cano na extremidade superior, deixando 10 cm de rosca para fora com a finalidade de fixar os barrotes da trave. Um cano de PVC de 50 mm com 3 m e meio de comprimento deve ser usado para revestir o cano dia. Coloque este cano de PVC, antes que a lata seja preenchida totalmente de concreto, faltando 10 cm aproximadamente, que é para chumbar o cano PVC.

Passo 4

Construa a caixa de carga – construa a caixa de carga em formato cilíndrico. Faça o piso a 20 cm de altura acima do nível da borda do tanque de fermentação. Com a massa do piso ainda fresca, faça uma abertura para entrada do cano que fará a ligação entre a caixa de carga e o tanque de fermentação. Para construir a caixa de carga, pegue quatro placas e assente sobre uma base de cimento. Faça a ligação dessa caixa com o tanque com um cano de 100 mm, medindo 3 m de comprimento. Atente para que esse cano fique a uma altura de 30 cm do piso do tanque. Depois faça o reboco da caixa de carga e deixe secar. Depois de construída a caixa de carga confeccione uma tampa para a extremidade da canaleta, que pode ser feita com uma garrafa Peti de 1 l e meio. Pra encher a garrafa com areia. Amarre uma corda na extremidade mais fina da garrafa. Isso permitirá que ela seja retirada da canaleta, liberando a mistura dos ter com a água para o biodigestor.

Passo 5

Primeiro preste atenção ao nível de ao formato em que deverá ser construída essa caixa de descarga. A borda da caixa deve ficar a 20 cm abaixo do nível da borda do tanque de fermentação. A caixa de descarga tem um formato retangular. É formada por duas partes interligadas e é construída com tijolos. Construa a primeira com 1 m de comprimento por 70 cm de largura e 30 cm de profundidade, para o recebimento dos dejetos. E a segunda com 15 cm abaixo da primeira, sendo que com apenas 60 cm de comprimento, para escoamento da parte líquida (Biofertilizante). Aproveite a massa ainda fresca e faça um buraco para colocar o cano que vai ligar a caixa de descarga ao tanque de fermentação. Faça esse buraco na parte de cima e na parte maior da caixa de descarga. Na parede que separa a parte mais profunda da mais rasa são colocados tijolos furados deitados ou tubos de drenagem para as duas divisões. Faça o reboco e deixe secar.

Passo 6

Faça a câmara de armazenamento do biogás – Para fazer a câmara de armazenamento do biogás, utilize uma caixa de fibra de vidro de 3000 litros. Encontre o centro da caixa e marque. Com uma furadeira elétrica e serra-copo faça um furo medindo 76 milímetros de diâmetro. Não coloque muita pressão na hora de furar, para não causar rachaduras na caixa. Coloque nele um flange de 60 mm. É por esse furo que passará o cano guia, permitindo que a caixa suba e desça. A caixa sobe quando está cheia de biogás e desce a medida que ele vai sendo usado. A 25 cm da dobra da caixa, perfure um segundo buraco medindo 20 milímetros de diâmetro, ao lado do furo maior. Neste outro furo coloque um flange de 20 milímetros por onde passará o cano para a saída do biogás. Preste atenção na instalação dos flanges, tanto o de 60 mm quanto o de 20 mm devem ser instalados com a rosca para fora da caixa. Após a instalação dos flanges, prepare o cano guia da Câmara de Armazenamento. Instale o cano de 60 milímetros dentro da caixa. O cano deve medir 1 metro e 34 centímetros de comprimento entre o flange e a base de madeira.

Pegue uma tábua de 2 metros de comprimento por 15 centímetros de largura e 4 centímetros de espessura. Ajuste o comprimento. Com uma régua marque o centro da tábua. Perfure o local marcado até a metade da espessura da tábua com o auxílio de uma serra-copo de 60 milímetros. Depois, com uma serra-copo de 51 milímetros continue perfurando no mesmo local, até atravessar a tábua. A tábua deverá ter dois furos de tamanhos diferentes no mesmo local. Depois fixe a tábua na caixa de fibra. O furo menor deve ficar para fora da caixa. Use 04 parafusos grandes franceses de ⅜ polegadas com 10 centímetros de comprimento, com porca e arruela, dois em cada extremidade da tábua. Prepare o anel de zinco para a Câmara de Armazenamento. Primeiro meça o diâmetro do fundo da caixa a 20 centímetros de profundidade. Corte o pedaço de zinco, circule o fundo da caixa e pregue suas pontas com arrebite.

Passo 7

Construa a trave de segurança – Faça a trave de segurança com 03 barrotes de madeira. Cada um deve medir 3 metros de comprimento com 7 centímetros de altura, por 7 centímetros de largura. Erga duas colunas de madeira, uma em cada lado do biodigestor na altura do cano guia, e mais outra transversal. Forme uma trave. Mas antes, faça um recorte de encaixe e prenda com dois parafusos franceses ⅜ polegada com 10 centímetros. Perfure a trave no centro para que nela seja encaixado o parafuso do cano guia.

Passo 8

Prepare a tubulação de gás até o fogão – No flange de saída de gás, coloque um cano de 20 milímetros, medindo 30 centímetros de comprimento, de maneira que fique mais alto que o anel de zinco. Na extremidade do cano, instale um registro de gaveta.

Passo 9

Instale o filtro de impurezas – O filtro é importante para eliminar o mau cheiro deixado pelo biogás. Portanto, pegue um garrafão de água mineral de 20 litros e prepare o filtro. Com o auxílio de uma serra-copo de 20 milímetros, perfure dois buracos no fundo do garrafão para o encaixe de dois flanges de 20 milímetros. Um furo serve para a entrada de gás e outro para a saída. Encaixe os flanges. Pegue um cano de PVC de 20 centímetros de comprimento e 20 milímetros de diâmetro e encaixe um dos flanges pelo lado interno do garrafão. Esse cano será o tubo do sistema de filtragem e entrada do biogás. O cano deve ser instalado pela boca do garrafão, pelo flange de entrada de gás. O cano ficará mergulhado em torno de 4 centímetros na água. Instale uma união logo após o registro de gaveta. Em seguida, instale o cano curto para conexão da mangueira flexível. Use a mangueira trançada para evitar dobras. A mangueira flexível permite que a caixa de armazenamento suba e desça livremente. Faça a ligação da mangueira e o cano com auxílio de um adaptador e uma abraçadeira de cano. No alto do barrote, ligue essa mangueira à tubulação rígida, que é formada por canos de PVC de 20mm. Construa o sistema de drenagem – No ponto mais baixo da tubulação de gás, cave um buraco com 70 centímetros de profundidade com 85 milímetros de diâmetro, para instalação de um dreno que tem a função de retirar a água do biogás. Pegue um cano de 75 milímetros de diâmetro e 70 centímetros de comprimento e tampe uma das extremidades com um “CAP”. Esse CAP ficará por baixo. Faça um corte de 10 cm de comprimento por 20 mm de largura em cada lado da borda do cano paralelamente. Introduza o cano no buraco feito na terra. Pegue a conexão T e coloque a tubulação de gás que passará pela parte de cima do T. Na parte debaixo, acople um cano de 20 milímetros com 50 centímetros de comprimento. Depois coloque dentro do cano de 75 milímetros. Encha o cano de 75 milímetros que está embaixo da terra com água até a borda. Isso evitará que o gás escape. Enterre toda a tubulação de gás, desde o biodigestor até a cozinha. Já na cozinha, instale no fogão uma outra mangueira flexível. Leve a tubulação rígida até a altura do fogão, permitindo que a mangueira de gás flexível seja mais curta. Ainda na tubulação, instale um segundo registro antes da mangueira. O registro tem a função de liberar o gás na hora do cozimento.

Passo 10

Faça a adaptação do fogão – Com uma broca de 15 mm aumente o furo dos giclês. Em alguns fogões será necessário abrir e retirar os giclês para furá-los. Depois coloque-os de volta novamente no fogão. A chama que sai no fogão deve ter cor azul, não ter cheiro e apresentar um leve barulho de maçarico.