Daki Semiárido Vivo

 

São 1.669 estudantes participando do 1º Programa de Formação em ARC do projeto DAKI – Semiárido Vivo, que está dividido em duas etapas: a Etapa Curso e a Etapa Território.

Ele acontece em um formato híbrido, com aulas e atividades virtuais, baseados na Educação à Distância, mas também com encontros presenciais nas comunidades e nos territórios.

A proposta metodológica busca criar um espaço de problematização e releitura da realidade vivida, por meio de um processo de análise crítica e reflexão sobre as práticas agrícolas e alimentares que se observam nos semiáridos.

A Etapa Curso foi dividida em 4 módulos, com um encontro final de encerramento e um período pós curso. Acabadas as aulas, teve início a Etapa Território, com a implementação dos Planos de Ação em “Agricultura Resiliente ao Clima” para a multiplicação dos aprendizados e replicação das inovações nos territórios rurais..

 

Ementa:

Acesse a ementa do 1º Programa de Formação em Agricultura Resiliente ao Clima neste pdf.

Etapa Curso: acesse as aulas online!

Módulo 1: As regiões semiáridas da América Latina diante das mudanças climáticas

Semana 1: Os semiáridos na América Latina

Semana 2: Agroecologia

Semana 3: Estratégias das comunidades para acesso e gestão da terra, garantia de direitos e incidência e construção de políticas públicas

 

 

Módulo 2 - Gestão sustentável dos bens comuns e recursos naturais: solo e água

Semana 1: Manejo Sustentável de Solos

Semana 2: Gestão Sustentável da Água

Semana 3: Direitos e Políticas Públicas: solos e água

 

Módulo 3 - Florestas e Agrobiodiversidade nos semiáridos da América Latina

Semana 1: Sociobiodiversidade nos semiáridos da América Latina

Semana 2: Agrobiodiversidade nos semiáridos da América Latina

Semana 3: Marcos legais para a socio e agrobiodiversidade nos semiáridos da América Latina

Módulo 4 - Os semiáridos da América Latina no combate às mudanças climáticas

Semana 1: O papel da agroecologia e dos agroecossistemas dos semiáridos no combate às mudanças climáticas

Semana 2: Sem terra não há resiliência

Semana 3: Articulação em redes para o combate às mudanças climáticas