Daki Semiárido Vivo

Passo 1

Escavação do buraco – Primeiramente deve ser feita a marcação, riscando no solo um círculo de 2,30 m de raio. Dessa forma, o buraco fica com 4,60 m, guardando um espaço de cerca de meio metro para área de trabalho dos pedreiros.

Passo 2

Fabricação das placas – As placas serão utilizadas para o levantamento de aparelho e montagem da cobertura, sendo fabricadas a partir de concreto pré moldado, utilizando-se de formas de madeira ou ferro confeccionadas no próprio local da construção. Traço da massa deve ser quatro latas de areia média para uma lata de cimento.

Passo 3

Fabricação dos caibros – A confecção dos caibros é feita com utilização de forma de madeira. O traço deve utilizar duas latas de areia, duas de brita e uma de cimento. A forma deve ter quatro tábuas de 1,30 m de comprimento, 6 cm de largura e 2 a 3 cm de espessura. São 17 varas de vergalhão de 1/4 de polegadas. Deve-se fazer um gancho na extremidade de cada vara de vergalhão nos 10 cm.

Passo 4

Construção da laje de fundo e paredes – Riscar um círculo com 1,73 m de raio, a partir do centro do buraco. O traço do concreto deve ter quatro latas de areia grossa, três latas de brita e uma lata de cimento. A espessura do contrapiso deve ser de 3 a 4 cm. Para o assentamento das placas deve se utilizar argamassa com traço de duas latas de areia para uma lata de cimento. A distância de uma placa para outra é de 2 cm. No levantamento da parede, as placas devem ser rejuntadas com argamassa e escoradas pelo lado interno. Após oito horas, as escoras podem ser retiradas. Em seguida, deve se fazer um reboco interno da parede. O traço deve conter três latas de areia fina para uma lata de cimento. Em seguida, a parede deve ser envolvida com 26 voltas de arame de aço galvanizado número 12. O restante do arame será utilizado para dar quatro voltas  amarrando os caibros na borda da cisterna. A amarração pode ser feita uma hora após o levantamento das placas.  Para o reboco externo o traço deve ser feito com cinco latas de areia fina e uma lata de cimento. O reboco do fundo da cisterna deve utilizar a mesma massa do reboco interno da parede ou seja três latas de areia fina para uma lata de cimento. Depois de um ou dois dias, deve ser feita a aplicação do impermeabilizante, que deve ser misturado com o cimento.

Passo 5

Colocação no pilar central posicionamento dos caibros – após a colocação dos caibros no pilar central devem ser colocadas as placas do teto e feito o reboco do teto. O traço são cinco latas de areia para uma de cimento. O acabamento deve ser com pintura de cal.

Passo 6

Colocação do sistema de captação de água – O sistema de captação é feito por meio de calhas de bica, que são presas aos caibros do telhado da casa e canos que ficam entre as calhas e a cisterna. Na entrada da cisterna deve se colocar um coador  para evitar o ingresso de sujeira no interior da mesma.

Passo 7

Retoques e acabamentos – Esta fase consiste em fazer uma cinta e argamassa    para ajudar os caibros a parede da cisterna. Com traço de cinco latas de areia fina para uma lata de cimento. Ao final deve-se pintar toda a parte externa da cisterna com cal.