Daki Semiárido Vivo

ESTAÇÃO DE PROPAGAÇÃO RÁPIDA DE MANDIOCA

Voltar para a lista de iniciativas ESTAÇÃO DE PROPAGAÇÃO RÁPIDA DE MANDIOCA
  • Categorias: ComercializaçãoComercialização,Comercialización,Energías Sostenibles,Energias sustentáveis,Especies criollas,Produção Biodiversa,Producción Biodiversa,Sementes crioulas
  • Tipo: Experiências Sistematizadas
  • Região: Corredor Seco da América Central
  • Idiomas: Português
  • Identidade: Comunidades Tradicionais
  • Resumo: A experiência da Estação de Propagação Rápida de Mandioca tem como protagonistas as famílias quilombolas do Assentimento Saco do Curtume, sócios(as) da Associação de Desenvolvimento Rural do Assentamento Saco do Curtume (ADCRASC), Município de São João do Piauí – PI, Semiárido brasileiro. A mesma combina ações integradas entre subsistemas complementares de roçado e produção agrícola como fonte de alimentação para o autoconsumo e comercialização dos excedentes. A experiência foi implementada no ano de 2016 pelo Programa Viva Semiárido (PVSA), financiado pelo Fundo Internacional para o Desenvolvimento Agrícola (FIDA) e é coordenada pela associação local com assessoria técnica do EMATER – PI. A estação potencializa a cadeia produtiva da mandiocultura, permitindo maior precocidade na produção e, como consequência, o beneficiamento da mesma. Como principais resultados da experiência, destacam-se colaboração para a redução do êxodo rural, sucessão rural nas unidades de produção agrícola e pecuária, geração de renda, aumentando a segurança alimentar e nutricional, incorporando saberes técnicos e fortalecendo a identidade étnica.
  • PDF: Download