Daki Semiárido Vivo

NANUM MULHERES CONECTADAS NO GRANDE CHACO AMERICANO

Voltar para a lista de iniciativas NANUM MULHERES CONECTADAS NO GRANDE CHACO AMERICANO
  • Categorias: ComercializaçãoComercialização,Inovação e organização social
  • Tipo: Experiências Sistematizadas
  • Região: Gran Chaco Americano
  • Idiomas: Português
  • Identidade: Mulheres
  • Resumo: A Nanum Mulheres Conectadas no Grande Chaco Americano é uma iniciativa trinacional na Argentina, Bolívia e Paraguai, que teve início em maio de 2020 e cujo objetivo é facilitar a interconexão de 5.000 mulheres rurais, reduzir o isolamento e melhorar suas capacidades de resiliência às mudanças climáticas. Também busca promover seu papel como agentes de mudança no acesso e adoção da conectividade rural e da inovação aplicada ao desenvolvimento de organizações produtivas rurais na região do Grande Chaco Americano. Esta sistematização terá como foco as potencialidades inovadoras desta iniciativa, que foi implementada um ano. Nanum em coreano significa compartilhar, e esta experiência pretende, em três anos implementação, facilitar a interconexão de 40 comunidades que se encontram isoladas, através conectividade domiciliar de 5.000 lares. Da mesma maneira, será promovida a formação de 40 empresas mulheres rurais, que prestarão serviços de Internet em suas comunidades e de acesso à inovação digital. Este projeto é apresentado como uma continuação das iniciativas Grande Chaco NANUM Village, iniciada em 2014, para a conectividade e alfabetização digital na Argentina, e Grande Chaco Proadapt Construindo Resiliência Climática, uma iniciativa que, desde 2015, foi promovida na Argentina, Bolívia e Paraguai, com os mesmos atores e com o objetivo de: favorecer o acesso a dados e informações para a tomada de decisões climaticamente inteligentes; potencializar a inovação em práticas adaptativas que tornem as cadeias de valor resilientes; e promover o planejamento adaptativo e a mobilização de investimentos públicos e privados para acelerar ações que reduzam os impactos climáticos, sempre considerando a perspectiva de gênero.
  • PDF: Download
  • Vídeo: Assistir